Depressão e Terapias Complementares

No que as terapias alternativas, como o Reiki, podem ajudar na Depressão?

Se você chegou até aqui e desconfia que está com depressão (por favor não se assuste com a palavra) a primeira informação a deixar clara é: Você não tem culpa de estar assim! Depressão é uma doença e pode ser controlada (e até curada) com o tratamento correto, portanto não há motivo para você continuar sofrendo.

O primeiro passo é desmistificar: é uma enfermidade que pode ou não ter fatores externos que a causam. Nem sempre é preciso um trauma ou acontecimento para que ela se manifeste.

Alguns sintomas frequentes são:

  • Tristeza persistente há mais de 30 dias, as vezes meses ou anos.
  • Achar que isto nunca vai passar.
  • Sentindo enjôos e mal-estar frequente.
  • Falta de apetite ou muito apetite.
  • Sem vontade de fazer até tarefas simples.
  • Falta de cuidado consigo próprio (aparência, higiene, objetos pessoais) e com o ambiente onde vive (deixar de limpar).
  • Sem vontade de fazer até o que antes dava prazer.
  • Isolamento social, ou achar que os amigos ou família o abandonaram.
  • Muito ou pouco sono. Ficar dois ou mais dias deitado.
  • Uma sensação de que a vida perdeu a cor e o sentido.
  • Buscar refúgio e alivio no álcool ou drogas, com o mal estar voltando logo após cessar o efeito.
  • Ideação suicida, mesmo que leve, como uma forma de resolver esta dor.
  • Entre outros sintomas.

Busque coragem de começar a se cuidar, a reversão do quadro, na maioria dos casos é rápida e você recupera em pouco tempo o bem-estar e qualidade de vida.

O segundo passo é procurar um bom psiquiatra que vai orientá-lo sobre os próximos passos e buscar uma medicação e dosagem apropriados. O psiquiatra não é “médico de louco”, esqueça isto! É um profissional especializado no funcionamento de um órgão de extrema importância: o cérebro. Assim como temos especialistas para o sistema circulatório, digestivo, etc.

A depressão é causada por um desequilíbrio químico no cérebro. Os receptores de dopamina, serotonina e outros neurotransmissores, que são responsáveis pela sensação de bem-estar, deixam de trabalhar como deveriam.

O psiquiatra pode receitar anti-depressivos que auxiliam na inibição da recaptação dos neurotransmissores, regulando sua produção e síntese pelo organismo ou uma medicação que atenda a outros fins necessários. Antidepressivos não são “pílulas da felicidade”, apenas vão auxiliar no reequilíbrio das funções orgânicas normais do cérebro.

Recomenda-se seguir o tratamento com determinação até que o princípio ativo e dosagem sejam corretamente regulados, o que pode levar um certo tempo. Conte com seu médico e confie nele: Não desista ou interrompa o tratamento por conta própria, o que pode trazer complicações. O psiquiatra pode recomendar também o acompanhamento de um psicólogo.

O psicólogo vai ajudá-lo a olhar para si mesmo e, através de técnicas já muito estudadas cientificamente, auxiliá-lo a ressignificar acontecimentos do passado e projeções futuras. É um profissional capacitado a servir de espelho, que vai fornecer a você ferramentas para lidar com emoções e pensamentos difíceis, que você vai levar consigo para a vida toda.

Reiki e Depressão

O tratamento complementar com Reiki tem mostrado bons resultados no auxílio aos processos de depressão, principalmente no resgate da espiritualidade, qualidade inerente a todo ser humano, que acabamos deixando muitas vezes de lado.

Ao receber energia Reiki você acessa um estado induzido de meditação que acalma e tranquiliza. A energia Reiki vai ajudar a revitalizar os campos mental e emocional trazendo alívio já nas primeiras sessões.

Receber Reiki vai acalmar os pensamentos negativos e persistentes, equilibrar as emoções e promover também saúde física. Apresentará a você o espaço interno que sempre esteve presente, onde você pode repousar quando quiser. Um “lugar” onde nenhum problema está acontecendo realmente.

Aprender sobre a visão holística da vida resgata a espiritualidade, a fonte que abastece todos os outros aspectos do Ser. Ao buscar práticas espirituais (o que não depende de religião) você começa a perceber que existe um centro infinito em si mesmo e aprende a buscá-lo sempre que precisar.

Não é preciso suspender qualquer outro tratamento já em curso pois a terapia com Reiki vai tão somente somar e auxiliar seu processo de cura e auto-conhecimento, servindo como complemento.

Permita-se conhecer a terapia com energia Reiki e veja o que acontece. Avalie por si mesmo os resultados. Ninguém precisará convencê-lo de nada pois o sentimento e as sensações irão guiá-lo.

Por favor, não desista! Depressão é uma fase difícil, mas vai passar e você vai recuperar a vontade de viver, crescer e evoluir… eu sou a prova viva disto! 🙂

Nellynton Borim
Mestre em Reiki